segunda-feira, 26 de dezembro de 2011







ADIEU, 2011!


Como todos os anos vem fazendo ultimamente, 2011 passou muito rápido. Não sei ao certo se o que muda é somente a cabeça da gente, pois quando se é criança o tempo demoora a passar, ou se de fato o tempo está passando mais depressa... Por isso eu já nem faço mais muitos planos na virada do ano. Do jeito que os anos estão voando, se a gente planeja muita coisa, acaba se frustrando. Um ano, hoje em dia, é muito pouco para se por em prática tudo o que planejávamos no passado... Estou encerrando 2011 de maneira agradável e feliz. Revendo familiares, amigos e lugares que marcaram a minha vida. Fui a Passo Fundo e Soledade. Sim, a pequena Soledade, tão presente aqui no blog nas histórias da minha infância. Ela está lá, no seu lugar, guardando as lembranças na memória afetiva, paisagística e arquitetônica. Revi a minha tata Docilva, que ajudou minha mãe a me criar. Meus queridos amigos Paulo, Celeste e Carminha. Conheci o restaurante Urbe, da minha amiga Neuzinha. Assisti ao sol se por na minha terra natal. Tenho assistido a vários pores de sol aqui em Porto Alegre, também. Tenho tomado champanhe e feito muitos, mas muuitos brindes à saúde, ao amor, à vida, à prosperidade, à felicidade e a tudo de bom que se possa querer para o ano que vem. Se Deus quiser, o mundo não vai acabar em 2012, como pregam certas religiões e algumas interpretações do calendário Maia. E poderemos, então, seguir brindando, com champanhe ou o que for, a alegria de viver mais um ano. E eu seguirei comentando aqui no blog tudo o que vejo, vivo e brindo. Bonne Année à tous!


Nas fotos: Eu, com minha tata Docilva e seu marido Laídes, e o sol se pondo atrás da Igreja Matriz Nossa Senhora de Soledade.

Um comentário:

  1. nota 10 sem quere ser chata sendo escreve mais alguma coisa este ano pliz

    ResponderExcluir