quarta-feira, 1 de outubro de 2014

PARA SEMPRE TEU, CAIO F.

Adentro o mês de outubro no maior estilo, indo para o Rio de Janeiro para a exibição do documentário Para Sempre Teu, Caio F., de Candé Salles, inspirado no livro homônimo de Paula Dip, do qual tive a honra de participar como ator. O filme reúne depoimentos de amigos do escritor Caio Fernando Abreu, imagens do próprio Caio e atores interpretando os seus textos. Já contei aqui no blog, no post 15 ANOS, mas a importância da ocasião exige replay: Conheci Caio no começo dos anos noventa, quando morava em Paris, através de um grande amigo em comum, Luiz Arthur Nunes, que anteviu nossas possíveis afinidades. Eu hospedara o Luiz na minha humilde residência parisiense antes de ele ir a Londres e lá encontrar o Caio. Quando voltou para Paris, disse que tinha deixado meu número de telefone para ele, que em alguns dias chegaria na capital francesa. Detalhe: Caio era meu escritor preferido e um dos meus ídolos vivos sobre a Terra. Corte de tempo: Quase caio para trás quando atendo o telefone e escuto do outro lado da linha sua voz grave anunciando: É o Caio! Quando a gente tem vinte e poucos anos, morar em Paris já é um sonho. Imagine ter vinte e poucos, estar morando em Paris, conhecer o seu escritor preferido e ficar amigo dele? C'est inestimable... Além disso tudo e do que se seguiu por anos até a morte de Caio, muito da honra que sinto de participar desse filme vem do fato de eu estar apresentando uma faceta dele que é pouco conhecida do grande público de fãs e admiradores da sua obra: O Caio divertido, engraçado. Os amigos sabem: Ele era dono de um refinadíssimo senso de humor. E nada mais divertido do que falar bobagens "enchendo o cú de brama" na sua companhia. Pois interpreto sua Lenda das Jaciras, ou As Quatro Irmãs (Psico-antropologia Fake). Adorável desde o título, como só ele sabia ser... O texto não aparece inteiro no filme, pois a cena ficaria longa demais. Mas nas mãos de Candé ele teve uma edição perfeita, dando uma clara ideia de cada uma das quatro irmãs: Jacira, Telma, Irma e Irene. Pra quem não sabe, era assim que Caio classificava os quatro tipos de bichas existentes. Todas clássicas, arquetípicas... O filme será exibido no Festival do Rio nos dias 5, 7 e 8 de outubro. Você pode conferir horários e salas de exibição no site do festival. É isso! Bom outubro para todos. O meu está começando em alto estilo...
Na foto, colagem de Caio que ilustra o cartaz do filme de Candé e Paula.

Um comentário:

  1. E que venham todas as jaciras...! Beijos e obrigado por ontem! ;)

    ResponderExcluir