quinta-feira, 23 de dezembro de 2010


FACEBOOK
Adoro. Sou viciado. Entro várias vezes por dia. Fiz amigos, reencontrei amigos de antigamente, fiquei sabendo de eventos, festas, shows, espetáculos. Troquei idéias. E continuo fazendo tudo isso. Mas, de um tempo pra cá, além de tudo o que citei, o Facebook tem, também, me irritado... E muito! Por que motivo algumas pessoas sentem necessidade de postar absolutamente TU-DO o que pensam e fazem a cada cinco minutos? Tá, eu sou seu amigo, mas, desculpa, eu não quero saber se o aeroporto está parado e você está há não sei quantas horas esperando, puto com a companhia aérea! Nem quero saber quanto você pagou por um lanche ou cafezinho que achou carissimo! Não quero saber se você já chegou da academia e agora vai dormir!! Dorme logo, não precisa avisar os seus mil setecentos e cinquenta amigos. Sim, porque essas pessoas, em geral, tem muuitos amigos. Coisa chata. Mas nada me irrita tanto quanto a quantidade exagerada de erros de português que são cometidos diariamente pelos facefriends. Que vão dos mais banais, como trocar “demais” por “de mais” e “mas” por “mais”, até grosseiros como Natal com “o” no lugar do “l” e solteirice com dois “esses”. Já imaginaram o horror seria receber um a mensagem de “Feliz Natao”? Deus nos livre da “solteirisse”...
E o cúmulo da falta de assunto? Desejar bom dia no Facebook! Ou, pior, bom dia galera... E os que postam a agenda do dia? Tipo: Já malhei, fiz aula de canto, agora é só almoçar, depois sessão de fotos e, mais tarde, espetáculo. Será que isso faz com que as pessoas se sintam mais úteis ou ocupadas? Não sei, algo me diz que se elas fossem realmente ocupadas, não teriam tempo de postar tanto...E as fotos com famosos? Como se fossem íntimos, colocam legendas do tipo: Eu e Fulaninho, ao invéz de Fulano de Tal e eu. Algo como Eu e Bruninho, no lugar de Bruno Gagliasso e eu... E os artistas sem noção, que divulgam o trabalho fazendo, eles próprios, os elogios? Sem falar nas eternas citações de poetas, músicos e escritores em geral. Acho que o criador do Facebook queria saber o que cada um pensa ao colocar o box com a pergunta: No que você está pensando agora? Não? Parece que não, por que é um tal de Clarice Lispector isso, Mario Quintana aquilo, Cazuza aquilo outro, pílulas de Caio Fernando Abreu... Vamos deixá-los descansar!
Antigamente, no Brasil, tudo acabava em pizza. Agora, sem dúvida, tudo acaba em reallity show. Eu acho de uma cafonice sem tamanho expor, dessa maneira exagerada, a própria vida na internet. Mas... É o que temos para o momento! Ah! E desculpem o mau humor. É que ta chovendo na praia! Kkkkk...
Na foto eu, expondo a minha própria figura, na imagem que ilustra os meus perfis do Facebook e do blog. By Priscila Prade.

7 comentários:

  1. Querido Roberto, concordo com vc em quase tudo! Ja deletei muita gente por nao ter mais saco para os comentários, mas também entendo que nem todo o mundo tem algo de bom ou de inteligente pra dizer e que muitas vezes o Facebook serve de companhia ou ate mesmo terapia!!! Confesso que eu mesmo muitas vezes escrevo qualquer coisa so para alguem ler e pensar em mim, nem que seja para dizer: QUE IDIOTA!!!KKKKK
    Adoro seu Blog! Beijos e Feliz Natal e um 2011 cheio de cafonices no Facebook!!!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Faço minhas as suas palavras, tem dias que o Face tá fo..

    ResponderExcluir
  4. Concordo com tudo que você escreveu. Também entro no Facebook pelo menos uma vez por dia e dou uma rápida passada d'olhos para ver o que está acontecendo. Mas normalmente fico muito irritado com o vício da auto-promoção. Está quase chegando a nível de "Indo para o banheiro" seguido de "Fazendo cocô agora". Sinceramente, who cares???
    Abraço, e feliz Natal!
    Muque de Peão

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro facebook e deixo conectado 24hrs no celular... nunca posto nada e fico pra morrer com os clássicos "BALADA !!" ou alguma frase que dizem ser da Lispector e nem da pobre é...

    Mantenho contato com amigos que moram longe, recebo dicas e reencontro amigos antigos. Náo tem preco.

    Bom natal, Roberto!

    ResponderExcluir
  6. Concordo plenamente contigo Roberto, concordo mesmo.. Vejo que não há necessidade de postar o que realmente está na nossa mente.. Mas, fazer o que né!

    Tenha uma ótima passagem de ano!

    Boas Festas!

    ResponderExcluir
  7. e aqueles que fotografam o prato no restaurante pra mostrar no face o que acabaram de comer? dá indigestão ver...

    ResponderExcluir