terça-feira, 4 de novembro de 2014

UPDATED PIRACAIA

Já falei inúmeras vezes aqui no blog do quanto curto e preciso ir a Piracaia de tempos em tempos para recarregar minhas energias. E quando digo Piracaia me refiro ao sensacional La Figueira, misto de retiro, pousada, templo, centro de reconexão com a natureza, escola, complexo esportivo, casa de cultura, gastronomia e o que mais você desejar no alto da montanha, com vista para um enorme vale que descortina a figueira em si e, mais ao longe e abaixo, a represa. Uma experiência sempre inesquecível e renovadora. Nesse último fim de semana tive o privilégio de lá voltar, como special guest dos proprietários, e tive uma grata surpresa: La Figueira foi totalmente revista, melhorada, ampliada, atualizada e agora, na minha modesta opinião, está perfeita. (Antes eu achava - como urbanóide que sou - que faltava o acesso à internet para a perfeição). Agora tem internet, sauna, suítes maravilhosas com vista para o vale. Inclusive os banheiros tem inacreditáveis vistas para as montanhas. Só vivendo para saber. Você pode reunir um grupo e locar o espaço para qualquer tipo de atividade relacionada à saúde, ao auto-conhecimento, à reeducação alimentar, ou, até mesmo, para fazer uma inusitada festa particular. Retiros de silêncio e jejum são frequentes por lá. É claro que eu não vou assim tão desapegado e costumo levar várias coisinhas para passar o tempo. Entre elas bons drinks, é claro. Mas a grande estrela para mim, mesmo agora com a internet, continua sendo o silêncio. Esse meu sonho de consumo, meu artigo de luxo preferido. Depois do champagne, bien sûr... Vê-se macacos, tucanos, besouros-rinocerontes e sapos. E as noites costumam ser de tirar o fôlego, tal a quantidade de estrelas. Se tiver lua cheia, então, já viu... Se quem me lê não se animar a ir até lá para conhecer, pelo menos dê uma olhada e curta a página deles no facebook, La Figueira Piracaia. O mês de novembro não poderia ter entrado de maneira melhor...
Nas fotos, Rodrigo e Weidy fazem circo enquanto eu medito de frente para o vale.

Nenhum comentário:

Postar um comentário